Região central do Morro é avaliada como imprópria para banho pelo IMA

Publicidade

O quinto relatório de balneabilidade da temporada 2023/2024, divulgado pelo IMA/SC, o Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina, aponta que, dos 238 pontos monitorados no Litoral Catarinense, 117 estão próprios para banho, o que representa 49,16%.

Na Região Extremo Sul Catarinense, o relatório divulgado pelo IMA, no dia 23 de dezembro, aponta a existência de pontos impróprios para banho em Araranguá (Morro dos Conventos, em frente ao posto de guarda-vidas), Balneário Arroio do Silva (imediações das avenidas Mondardo e Florianópolis), Balneário Gaivota (foz do riacho) e Passo de Torres (Braço Morto do Rio Mampituba e rua 20 de Maio).

Especificamente sobre Araranguá, o Samae tem intensificado esforços para melhorar a qualidade do saneamento. Várias ações são feitas neste sentido. Hoje, aproximadamente 40% da área urbana do município dispõe de rede de tratamento de esgoto, abrangendo uma extensão de cerca de 65km de extensão. Há 1,5 ano, a autarquia designou uma equipe para orientar e fiscalizar a população quanto a importância de providenciar a correta ligação dos imóveis na rede de esgoto. Este trabalho tem proporcionado resultados satisfatórios, com a imensa maioria dos usuários providenciando os ajustes necessários. Além disso, já foi adquirido um terreno e está sendo elaborado projeto para construção da terceira Estação de Tratamento de Esgoto no município, a ETE III, que ficará localizada no Loteamento Delci, em Balneário Morro dos Conventos. Já o Loteamento Paiquerê recebeu uma rede pública de esgoto. Somente na ETE Urussanguinha houve investimentos de aproximadamente R$ 2 milhões, incluindo construção de novo tanque de contato, aerador, muro com 3m75cm de altura no entorno, etc.

Publicidade

Em relação ao ponto impróprio para banho identificado em Balneário Morro dos Conventos, a engenheira ambiental, Bruna Inácio Nazário, que responde interinamente pelo setor de Esgoto do Samae, destaca que será intensificado, por meio de uma “força-tarefa”, a fiscalização quanto ao lançamento irregular de esgoto na rede pluvial de Balneário Morro dos Conventos. Segundo ela, esta ação vai identificar e adotar medidas para recuperar a balneabilidade do ponto impróprio apontado pelo relatório IMA. Este monitoramento deve mobilizar profissionais da autarquia, Prefeitura de Araranguá, Vigilância Sanitária e Fama, Fundação Ambiental do Município de Araranguá. Outros três relatórios feitos anteriormente pelo IMA não havia identificado ponto impróprio para banho e Araranguá

O Samae reitera que, o sistema de coleta e tratamento de esgoto é importante para a saúde pública, porque evita a contaminação e transmissão de doenças, além de preservar o meio ambiente. Assim é preciso ficar atento ao descarte de resíduos à rede de esgoto, para não causar entupimentos, refluxo de esgoto e prejuízos ao meio ambiente. O bom funcionamento da rede coletora de esgoto depende do poder público e também de cada um dos usuários.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui