ROLANDO CHRISTIAN COELHO | Carlos Moisés diz que continuará investindo no Sul

Carlos Moisés da Silva esteve ontem em Araranguá, onde vistoriou obras da quarta ponte, e assinou uma série de atos administrativos.

Rolando Christian Coelho, 27/08/2021

Carlos Moisés diz que continuará investindo no Sul

Governador Carlos Moisés da Silva cumpriu mais um dia de roteiro por nossa região, ontem, especificamente em Araranguá.

Durante boa parte da manhã ele vistoriou obras com uma comitiva capitaneada pelo prefeito César Cesa (MDB). O foco foram os trabalhos que estão sendo realizados visando a construção da ponte sobre o rio Araranguá, no distrito de Hercílio Luz. Ato seguinte Carlos Moisés participou de uma cerimônia administrativa no auditório do Center Shopping, onde promoveu vários atos de governo, a exemplo da abertura do processo licitatório para a completa reforma da Escola Básica Neusa Ostetto Cardoso, no bairro Polícia Rodoviária.

Carlos Moisés, no entanto, dedicou boa parte de sua fala para fazer uma exposição dos atos administrativos de sua gestão, principalmente no Sul do Estado.

Também não perdeu a oportunidade de solicitar unidade, principalmente dos deputados sulcatarinenses, em torno de sua gestão, para o bem da mesorregião. “Precisamos manter o diálogo, somente ele sustenta a democracia. Sem diálogo é a guerra, e a guerra não traz benefícios para ninguém”, resumiu o governador, fazendo uma alusão a importância da manutenção da boa relação entre o executivo e o legislativo.
O governador chamou a atenção para o fato dos deputados presentes, nas falas que o antecederam, terem ressaltado que Santa Catarina está no caminho certo, na medida em que o governo teria enxugado a máquina administrativa para promover investimentos em infraestrutura cujas demandas são históricas. “Promovemos o saneamento da máquina pública, através do enxugamento funcional, da revisão de contratos e do austero controle dos gastos.

Os resultados todos estão vendo”, enfatizou Carlos Moisés, ressaltando que graças a isto obras como a Serra do Faxinal e a ponte sobre o rio Araranguá estão sendo viabilizadas.
De acordo com Carlos Moisés, é plenamente possível realizar todas as principais demandas estruturais do Sul do Estado, desde que este método político-administrativo permaneça em voga.

Para o governador, a chamada velha política nunca trouxe os reais benefícios à sociedade, e por isto ela não deve ser retomada. “Mas esta é uma discussão política, e sobre política a gente conversa no ano que vem”, ponderou.

Carlos Moisés prestigiou deputados presentes

O que se viu ontem em Araranguá foi um governador bastante receptivo e conhecedor das demandas do Sul do Estado, e disposto a resolvê-las.

Do mesmo modo, bastante consciente que para que isto aconteça é necessário estabilidade política, vinda da Assembleia Legislativa. Não à toa, todos os deputados do Sul tiveram espaço para falar aos presentes durante a cerimônia no auditório de Center Shopping, o que incluiu Júlio Garcia (PSD), que, enquanto presidente da Assembleia Legislativa, conduziu dois processos de impeachment que quase cassaram o mandato do governador.

Carlos Moisés chegou a fazer uma alusão aos “desencontros” com o parlamento estadual, ressaltando que eles são águas passadas.

Governador disse que Interpraias pode ser viabilizada

No que diz respeito às questões administrativas, o governador Carlos Moisés da Silva fez duas declarações bastante interessantes. No que diz respeito às UTIs do Hospital Dom Joaquim, de Sombrio, por exemplo, ressaltou que suas manutenções, no pós-Covid, são uma necessidade para outros projetos da Secretaria de Estado da Saúde, o que inclui programas de cirurgias eletivas.

Em princípio, a manutenção das UTIs estão garantidas durante a pandemia, mas há o risco de que sejam desativadas depois dela, supostamente por falta de necessidade. De acordo com o governador, isto não deverá acontecer.

Carlos Moisés também ressaltou que sua gestão está estudando atentamente o projeto da Rodovia Interpraias, objetivando executá-la.

Enfatizou que as possibilidades de que isto aconteça são reais, mas preferiu não dar detalhes. “Parece que é assunto requentado, mas pão requentado também é bom”, comentou.

Pequeno mal estar passou despercebido no evento

Nas entrelinhas, deputado estadual Volnei Weber (MDB) causou um sutil mal estar em sua fala, no evento de ontem com o governador, em Araranguá, quando ressaltou que, ainda que estejam de lados opostos durante eleição do ano que vem, restará o respeito e admiração a Carlos Moisés, por conta de suas ações na chefia do Estado.

Cabe ressaltar que o MDB de Volnei é uma das apostas do governador para a disputa eleitoral do ano que vem. O parlamentar deixou a entender que já estaria prevendo uma disputa entre o MDB e o governador, ainda que possa não ter querido dizer isto.

Carlos Moisés, a exemplo de sempre, apenas sorriu sutilmente. Ressalte-se que o evento de ontem foi prestigiado fortemente por lideranças do MDB de nossa região, muito mais que qualquer outro partido.

Intenção do governador é boa, mas ele precisa de um partido forte

O que se vê de Carlos Moisés da Silva é um governador bem intencionado, preocupado em realizar obras de infraestrutura por todo o Estado, as quais ele classifica de “mola propulsoras do desenvolvimento”, mas, ao mesmo tempo, alguém frágil politicamente. É muito provável que boa parte de seus apoiadores de hoje sejam seus principais adversários amanhã, o que é um sério obstáculo para seu projeto de reeleição.

Nos próximos sete meses ele precisará se definir quanto a sua filiação, e ao fazer isto já começará a sofre forte oposição, afinal de contas, a escolha de um significa a exclusão de tantos outros.

Os mais próximos falam muito no reconhecimento popular ao trabalho do governador, o que o credenciaria a disputar novamente o governo por um pequeno partido e mesmo assim ter chances de eleição. Ledo engano. Não teremos um novo 2018 tão cedo. O caminho é uma grande legenda. Resta saber qual o quereria.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui