Santa Catarina terá mais uma casa para mulheres vítimas de violência doméstica

Governador Carlos Moisés e a primeira-dama de SC, Késia Martins da Silva, em reunião no Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos
Publicidade

Estado

 

Em reunião no Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, o governador Carlos Moisés e a primeira-dama do Estado, Késia Martins da Silva, receberam a confirmação de mais uma Casa da Mulher Brasileira para Santa Catarina. O anúncio foi feito pela ministra Damares Alves, durante encontro nesta quinta-feira, dia 28, em Brasília.

“Ficamos muito felizes com esta notícia para Santa Catarina e com as novas parcerias que serão construídas para ampliar a capacidade do Estado em atender quem mais precisa”, destaca o governador Carlos Moisés.

A instituição será instalada em Florianópolis, enquanto avançam tratativas para implementação de mais uma unidade no interior do estado.

“Foi uma reunião muito positiva, com pautas bem relevantes para Santa Catarina. O estado irá ampliar o atendimento especializado às mulheres que precisam de auxílio”, ressalta a primeira-dama.

O encontro também foi acompanhado pelo secretário de Articulação Nacional, Lucas Esmeraldino.

Em Santa Catarina, o município de Tubarão, no Sul do estado, já iniciou a implantação de uma Casa da Mulher Brasileira. A expectativa é que o equipamento possa ser entregue ainda neste ano.

A Casa da Mulher Brasileira é um centro de atendimento humanizado e especializado no atendimento à mulher em situação de violência doméstica. O espaço reúne Juizado Especial voltado para o atendimento à mulher; Núcleo Especializado da Promotoria; Núcleo Especializado da Defensoria Pública; Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher; Alojamento de passagem; Brinquedoteca; Apoio psicossocial, e capacitação para a sua autonomia econômica. Trata-se de uma das principais ações do Programa Mulher Viver sem Violência, da Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres, da Presidência da República.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui