SC-108 será pavimentada entre Praia Grande e Jacinto Machado

Trecho não asfaltado da SC 108 fica localizado entre Jacinto Machado e Praia Grande, local onde existe muita produção agrícola
Publicidade

Governador Carlos Moisés garantiu, em reunião com lideranças da região, que o Estado tem recursos próprios para a pavimentação do trecho de mais de 30 quilômetros, entre Jacinto Machado e Praia Grande

Região

Lideranças da região estiveram em Florianópolis, em um encontro com o governador Carlos Moisés e com o secretário de Infraestrutura Thiago Vieira, para tratar sobre a tão sonhada pavimentação da SC 108, no trecho entre Jacinto Machado e Praia Grande.

Publicidade

A reunião ocorreu na quarta-feira, dia 17, e as lideranças voltaram otimistas, pois a pavimentação foi praticamente conquistada. Durante o encontro, o Governador Carlos Moisés, garantiu ao deputado Zé Milton, aos prefeitos Fanica, de Praia Grande; Gaiola, de Jacinto Machado; ao presidente da Cooperja, Vanir Zanatta; ao presidente da Acijam, Adelor Emerich, ao presidente da Amesc e prefeito de São João do Sul, Moacir Teixeira; ao vice-prefeito de Praia Grande, Rodrigo Rosso Mariani; e ao diretor distrital da FCDL, Célio da Silva, que tem recursos para a obra.

No encontro o Moisés afirmou que o Governo investiu no projeto para ser executado. “É um compromisso que a gente tem com essa demanda. O projeto está sendo readequado e se ele está sendo feito é para ser executado. Ninguém gasta dinheiro com um projeto para ficar parado. Ele está tramitando no Governo e tão logo seja superada esta etapa vamos dar a boa notícia”, afirmou Moisés ao ressaltar que o Governo tem os recursos para execução da pavimentação.

Líder do Governo e representante do Extremo Sul, o deputado Zé Milton destacou toda a luta ao longo dos anos para vencer a burocracia e chegar nesta nova etapa. “Esta é uma conquista da nossa região. Iniciamos esta luta em 2011 no início do nosso mandato e hoje, nesta reunião, a conquistamos definitivamente”, destacou Zé Milton ao enfatizar a informação do Governo de ter os recursos para a execução e que neste ano será lançado o edital, conforme fala do secretário Vieira.

“Estamos adequando o projeto e trabalhando os tramites burocráticos para a licitação da obra. Acredito que até o início de junho estaremos com realizando a licitação desta obra tão aguardada pela população”, comentou Vieira.

O prefeito de Jacinto Machado, Gaiola, disse ter ficado feliz com a conquista. “Para o desenvolvimento de Jacinto Machado é de fundamental importância a pavimentação deste trecho, pois facilitará muito o trânsito colocará nosso município como rota alternativa para a BR 101”. Gaiola ainda lembrou que a obra trará qualidade de vida aos moradores locais e facilitará o escoamento da produção agrícola em época de safra.

Representado a Amesc, Moacir Teixeira reforçou ao governador que a pavimentação da SC 108, no trecho de mais de 30 quilômetros entre Jacinto Machado e Praia Grande, é apoiada por todos os prefeitos da região. “Passei para o governador que aquela rodovia é uma das principais prioridades da região e que todos os prefeitos apoiam. Nossa reunião foi muito boa, tivemos praticamente uma garantia do governador que a obra vai sair”, enfatizou Teixeira.

O agricultor Adilson Mezzari mora na marginal da rodovia, em Jacinto Machado. “Já faz anos que eles estão prometendo e nunca sai. Aqui é muita poeira, muito buraco, é muito triste. Os turistas passam aqui e a gente não pode receber eles melhor, por causa da estrada, com ela pavimentada a gente vai poder melhorar até no turismo”, declarou.

A moradora da comunidade de Dois Irmãos, em Jacinto Machado, ressaltou o desconforto com a estrada não pavimentada. “Dia de chuva é muito banhado, dia de sol é uma poeirada que a gente não enxerga nada. Na época do arroz, passa muito caminhão, a poeira aumenta muito e a gente que mora na beira da estrada não pode abrir a casa nem colocar roupa na rua, por causa da poeira”, disse. Sobre a pavimentação, ela declarou que tem esperança que desta vez saia.

Pavimentação da SC auxilia setor agrícola

“Acreditamos que agora vai acontecer o sonho de muitos moradores e investidores nesse corredor. Saímos do encontro confiantes, com compromisso de nosso governador e do secretário da Infraestrutura, de realizar a obra tão prometida. Para nós da Cooperja, facilitará em muito a ligação com nossas unidades de Praia Grande. Lá recebemos arroz e milho, temos a fábrica de ração, além do supermercado e da Loja Agropecuária. Hoje preferimos dar a volta pelo asfalto a trafegar por ela, andamos quase 60 quilômetros, enquanto poderíamos andar somente 32 km, se fosse pela SC 108. Praticamente o dobro, com maior custo e risco”, disse o presidente da Cooperja.

Zanatta salientou que a rodovia é de vital importância para o escoamento dos produtos agrícolas. “Todo ano nessa época de colheita, é uma preocupação a conservação dessa rodovia. Nossos associados precisam usa-la para escoar sua produção e nem sempre ela está transitável. Mais de 5.000 caminhões poderiam passar anualmente por ela, transportando arroz, milho, maracujá, banana, animais, além dos carros e motos, se ela estivesse pavimentada. Temos ainda o IFSC, as barragens na comunidade do Tenente, o turismo que será alavancado pela facilidade, que um asfalto oferece. Será grande o desenvolvimento nessa região” indagou.

Agricultor Adilson Mezzari mora na marginal da rodovia, em Jacinto Machado e reclama dos buracos e poeiras

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui