3ª edição do Projeto Arco-íris será neste sábado em Ilhas

Evento vai promover a limpeza do rio que empresta nome para o principal município do Extremo Sul Catarinense, Araranguá
Publicidade

Samae e Fama convidam voluntários para mutirão de limpeza do Rio Araranguá, que iniciará às 8h30min, em frente ao Restaurante Paiol, em Ilhas

 

Araranguá

Publicidade

 

Neste sábado, dia 2, será promovida a terceira edição do Projeto Arco-íris, um mutirão cuja finalidade é recolher entulhos descartados junto ao Rio Araranguá e suas margens.

O evento vai promover a limpeza do rio que empresta nome para o principal município do Extremo Sul Catarinense e também despertar a conscientização da sociedade para o problema do descarte irregular dos resíduos sólidos urbanos.

Conforme o superintendente da Fama, a Fundação Ambiental do Município de Araranguá, Maureci Raul Rodrigues, algumas equipes farão a limpeza pela terra e outras pela água, com auxílio de embarcações.

Já o diretor geral do Samae, o Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto, Jairo do Canto Costa, reforça que qualquer pessoa pode participar do mutirão de limpeza no dia da ação.

O ponto de encontro para o mutirão será em frente ao Restaurante Paiol, em Balneário Ilhas, a partir das 8h30min, deste sábado. Os voluntários receberão luvas para proteger as mãos, sacos plásticos para coleta dos resíduos, além de água para hidratação, protetor solar e barras de cereal. Além disso, haverá ganchos e puçás (rede e forma de aro), que auxiliarão os voluntários a efetuarem a retirada de materiais como plásticos, papéis, etc.

Toda comunidade está convidada a participar do mutirão. “Na edição anterior mobilizamos aproximadamente 200 colaboradores e recolhemos mais de 5 toneladas de materiais. Como o evento cresce a cada ano, também existe uma preocupação com a segurança e bem-estar dos voluntários. Assim, em água haverá equipes de apoio do Corpo de Bombeiros e Polícia Militar Ambiental, que atuarão embarcadas. Já em terra, no ponto de concentração, haverá uma unidade móvel, onde profissionais da saúde concederão orientações e atenderão os primeiros socorros em caso de necessidade”, informa Maureci.

A iniciativa conta com apoio de várias entidades dedicadas à preservação da natureza, como Prefeitura de Araranguá, Secretaria Municipal de Saúde, Polícia Ambiental, Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, Unesc, UFSC, Educamar, Colônia de Pescadores Z-16, Pescadores de Caniço, Comitê Araranguá, Afluentes do Mampituba, Leko Náutica, grupos de canoagem, Jets Ski, Caiaques, Surf e Stand Up-Paddle.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui