Ortopedista alerta para dores comuns em brasileiros

Doutor Cristian atende em Sombrio na Clínica Integrare e em Araranguá na Clinica Ostermann
Publicidade

Segundo o médico, o melhor é buscar um especialista desde o início, evitando o agravamento do problema, que causa a dor.  O ortopedista também alerta para o perigo da automedicação, que apenas mascara a doença 

Região

Dor nas costas sentado ou em pé, dor nas mãos ou ombros, provocada por movimentos repetitivos, inflamação nas articulações e lesões em consequência de atividades esportivas como o futebol ou treino em academia. Atire a primeira pedra quem nunca teve um desses problemas na vida. Quem ainda não teve, infelizmente é grande a probabilidade de ter.

São essas as queixas mais comuns em seu consultório, confirma o médico ortopedista Cristian Hirsch. Muitos desses males são classificados como ‘da modernidade’, mas existem há bastante tempo e atingem por exemplo os agricultores devido as longas horas passadas sobre a enxada ou mesmo em máquinas agrícolas.

Na cidade ou no campo, quem sofre dessas dores costuma ter um comportamento semelhante: procurar ajuda médica somente quando já não consegue mais suportar as dores. “O melhor é buscar um especialista desde o início, evitando o agravamento do problema”.  O ortopedista também alerta para o perigo da automedicação, que apenas mascara a doença. “Alguém que possui uma tendinite e fica tomando analgésico, não está solucionando a causa da dor”, diz.

Gaúcho, formado pela Universidade Federal de Porto Alegre, o médico fez especialização em cirurgia de ombro e cotovelo em Curitiba e veio para Santa Catarina depois de casar com uma criciumense. Doutor Cristian atende em Sombrio na Clínica Integrare e em Araranguá na Clinica Ostermann.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui