Gaivota oferece qualificação a pequenos empreendedores

Um dos objetivos do projeto é também estimular a abertura de MEIs em Balneário Gaivota
Publicidade

Programa Centro de Formação Profissional é realizado através de uma parceria da prefeitura de Balneário Gaivota com o Sebrae. Vagas estão abertas para microempreendedor Individual e quem trabalha na informalidade e em qualquer área

Balneário Gaivota

A Secretaria de Cultura e a Coordenação de Planejamento e Gestão de Projetos da prefeitura de Balneário Gaivota, dão início ao programa Centro de Formação Profissional com a realização de uma oficina do Sebrae voltada a promover a competitividade empresarial e setorial no município.

Publicidade

Até o dia 20 de março, os interessados devem entrar em contato com a Secretaria e responder um questionário que ajudará a direcionar os tópicos a serem abordados. Os encontros presenciais estão previstos para a segunda quinzena do mês de abril, se os protocolos de segurança sanitária devido a pandemia do novo coronavírus permitirem. “Os participantes terão, sem nenhum custo, consultorias coletivas e individuais. Essa iniciativa vem ao encontro da necessidade que percebemos de aperfeiçoamento dos pequenos empreendedores”, diz a coordenadora de planejamento, Cíntia Brígido.

A demanda para este tipo de serviço é grande, segundo o secretário de Cultura João Jaques. “Somente com artesanato temos 150 pessoas envolvidas na Gaivota. Esse trabalho do Sebrae é uma importante ferramenta para quem quer aprender mais, desde calcular o valor do produto até a sua divulgação”, acrescenta.

Pode participar da oficina quem já é Microempreendedor Individual, quem trabalha na informalidade e em qualquer área. As vagas estão abertas para pessoas da agricultura familiar, artesãos e trabalhadores de outros pequenos negócios, como salão de beleza.

De acordo com Cíntia, um dos objetivos é também estimular a abertura de MEIs, pois ela é um passo importante para que o produtor possa ser um fornecedor da administração municipal. “Ás vezes o poder público quer comprar coisas locais e tem dificuldade, por não encontrar negócios legalizados”.

No mesmo caráter de qualificação profissional, a prefeitura irá conceder 25 bolsas de estudo para quem quiser cursar auxiliar de enfermagem. O projeto foi aprovado por unanimidade pela Câmara de Vereadores e a licitação para escolha da instituição parceira concluída. Nos próximos dias inicia o processo de seleção dos beneficiados. A intenção é favorecer principalmente membros das cerca de 700 famílias cadastradas no Serviço de Convivência da assistência social do município.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui