Pais e alunos de Sombrio querem aulas presenciais

Na Escola Jovem de Sombrio, 70% dos alunos optaram pela modalidade presencial
Publicidade

O reinício do ano letivo na rede estadual de ensino está marcado para o próximo dia 18. E, Sombrio, na rede municipal, a volta do atendimento presencial deve acontecer no dia 1º de março

Sombrio

Gestores das redes estadual e municipal de ensino de Sombrio, estão empenhados na organização da volta às aulas neste ano letivo que iniciará de forma tão atípica.

Depois de todo o 2020 com os estudantes em casa devido a pandemia do novo coronavírus, o retorno está sendo um grande desafio. No Ensino Médio, onde a evasão escolar foi alta, o problema já começa no contato com os alunos que trocaram o número do celular, saíram dos grupos de WhatsApp das turmas ou se mudaram. Desde o final de janeiro, as escolas tentam buscar todos eles. Ao fazer a matrícula, foi preciso escolher a forma de aula, e na Escola Jovem de Sombrio, 70% optaram pela modalidade presencial.

O diretor José Antônio Tiskoski da Silva, o Jusa, explica como será este ‘novo presencial’. Como as salas não podem ter lotação máxima, metade dos alunos assistem aula uma semana, ficam a seguinte em casa, e a outra metade vai à escola. Durante o rodízio, nos dias passados em casa os alunos fazem atividades previamente preparadas. Os que optarem pelas aulas somente onlines, serão atendidos por um professor único para a região, por disciplina. Assim, alunos da Escola Jovem assistirão os conteúdos ao mesmo tempo e com os mesmos professores que alunos de Araranguá, Praia Grande e demais cidades, que também preferiram aulas virtuais.

As mudanças exigem preparação específica dos professores, que estão desde o dia 3 deste mês participando de cursos de atualização. Quanto aos pais, além dos contatos pelas redes sociais e veículos de comunicação, a Escola Jovem fará nesta terça-feira, às 19 horas, uma live para tirar dúvidas. “No ano passado houve muita defasagem na aprendizagem, temos preocupação em que tudo transcorra da melhor forma possível este ano, com a volta às aulas”, diz o diretor.

A estrutura física do colégio está pronta, garante professor Jusa. O refeitório teve as mesas afastadas, assim como às salas de aula, e kits com álcool em gel e máscaras estão à disposição de estudantes e professores. Ao chegar no prédio, todos terão a temperatura corporal verificada. Mesmo com esses cuidados, o intervalo para o lanche será escalonado, saindo uma turma por vez.

O reinício do ano letivo está marcado para o próximo dia 18, e até agora, quatro professores da Escola Jovem apresentaram atestados de que não podem retornar ao ensino presencial, por estarem em grupo de risco.

Rede municipal

Na rede municipal de ensino de Sombrio, a maior expectativa dos pais é pela reabertura das creches, fechadas desde março de 2020. A volta do atendimento presencial deve acontecer no dia 1o de março, a mesma data da volta às aulas do ensino fundamental.

Para manter a determinação de 50% de ocupação de cada espaço, as crianças frequentarão os Centros de Educação Infantil somente um período, um grupo pela manhã e outro à tarde.

A Secretaria de Educação possui um plano de contingenciamento para garantir a maior segurança possível das crianças, e uma das regras é que os pequenos acima dos três anos terão que usar máscara.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui