ROLANDO CHRISTIAN COELHO | STF parece desagradar até Esperidião Amin

Legenda: Senador Esperidião Amin bateu de frente como STF, comparando a Suprema Corte à máfia

Rolando Christian Coelho, 31/08/2021

STF parece desagradar até Esperidião Amin

Senador Esperidião Amin (PP), sempre cauteloso, e até mesmo zeloso em relação ao poder judiciário nacional, decidiu descer do muro e alfinetou o Supremo Tribunal Federal.

Recentemente, o ministro Luiz Fux, se referindo ao STF, do qual ele faz parte, disse que “quando se atinge um dos (seus) integrantes, se atinge a Corte por inteiro”.

Basicamente, Fux ressaltou que ao se atacar um os ministros do STF, o ataque estaria sendo feito a todos os integrantes do Supremo, dando a entender que a retaliação viria à altura.

Amim não perdeu tempo. Utilizando do patíbulo do Senado Federal, o senador catarinense pegou pesado: “Quero trazer para esta Casa a frase que alguns usam em outros templos: mexeu com um, mexeu com todos. Que história é esta? Mexeu com um, mexeu com todos, é uma proclamação cabível na máfia, mas não no poder legislativo, no poder executivo e muito menor no poder judiciário. Mexeu com um, mexeu com todos, isto é coisa de máfia. Isto não é coisa de estado democrático de direito, em que todos são submetidos à lei”.

O senador é um dos integrantes da chamada ala moderada do Congresso Nacional, o que leva a crer que mesmo os mais calmos de Brasília estão convencido que o STF tem se imposto de forma demasiada neste momento da história nacional.

Sarah Maciel pode deixar PSDB para disputa de 2022

Suplente de vereadora de Araranguá, Sarah Maciel, que já disputou o parlamento estadual em 2018, diz que estuda a possibilidade de concorrer novamente como candidata a deputada ano que vem.

Filiada ao PSDB, ela diz que poderá deixar sua atual sigla para o novo desafio. Sarah ressalta que chegou a pensar em desistir de atuar na política eleitoral, mas comenta que foi incentivada por amigos e colegas a persistir no meio político, por conta do que ela classifica de necessidade de renovação na gestão pública.

O novo partido em que ela se filiará, para possivelmente disputar o cargo de deputada estadual em 2022, ainda não foi definido.

PL e PTB cada vez mais próximos para eleição estadual

PL do senador Jorginho Mello e o PTB, do deputado estadual Kennedy Nunes, estão cada vez mais alinhados para 2022.

Os partidos são presididos respectivamente pelos dois parlamentares, que almejam a construção de uma grande aliança visando a conquista do Governo do Estado ano que vem, contexto este que contaria com Jorginho como candidato a governador. Outro parceiro de primeira instância deverá ser o partido que o presidente Jair Bolsonaro migrará para disputar a reeleição.

Em princípio o Patriota está mapeado para ser a nova legenda do presidente. No projeto catarinense está a cooptação de deputados estaduais e federais filiados hoje ao PSL para uma destas três legendas.

Num primeiro momento, aqui no Sul do Estado, os deputados estaduais Jessé Lopes e Felipe Estevão deverão ir para o PTB. Já o deputado federal Daniel Freitas deverá seguir o presidente Bolsonaro em seu novo projeto partidário.

Projeto da Interpraias de Gaivota deve ficar pronto em 60 dias

Prefeito de Balneário Gaivota, Kekinha dos Santos (PSDB), e seu vice, Jonatã Coelho (PSL), estão empenhados em abrir caminhos junto ao Governo do Estado para viabilizar a pavimentação da Rodovia Interpraias que, no município, cobre um trajeto de 23 quilômetros, indo do limite com Passo de Torres, ao Sul, até o limite com Balneário Arroio do Silva, ao Norte do território de Balneário Gaivota.

O projeto de engenharia para este fim, já contratado pela prefeitura gaivotense, está sendo executado e deverá ficar pronto até o final de outubro. Em princípio, ele está traçado no mesmo trajeto da atual Avenida Interpraias, acerca de um quilômetro da orla marítima.

Governador sinalizou com possibilidade de executar Interpraias

Durante sua passagem por nossa região, na semana passada, governador Carlos Moisés da Silva acenou com a possibilidade de realizar a pavimentação da Rodovia Interpraias, que em todo o Sul do Estado contempla um trecho de cerca de 100 quilômetros ainda não asfaltado.

Deu a entender que o faria, mas não quis dar maiores detalhes sobre o que o governo está fazendo a respeito, para não fomentar a incredulidade diante de um tema tão desgastado. A questão financeira já não é tão relevante, pois o governo dispõe de recursos de sobra para investimentos em infraestrutura rodoviária.

Os fatores ambientais, no entanto, são um grande dilema em uma obra como a Interpraias, pois ela passa por vários ecossistemas lagunares, principalmente em municípios como Balneário Rincão e Jaguaruna. Nada impede, no entanto, que Carlos Moisés comece a Interpraias por Balneário Gaivota, onde 90% do traçado já está consolidado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui