Rolando Christian Coelho, 07/02/2024 | Republicanos se diz preparado para 2024 na região

Publicidade

O Republicanos, partido do ex-governador Carlos Moisés da Silva, que em nossa região é coordenado pelo ex-vereador de Araranguá, Marco Antônio Mota, o Motinha, já está organizado, ou em fase de organização, em 11, dos 15 municípios do Extremo Sul Catarinense.

Em Araranguá, Sombrio, Turvo, Santa Rosa do Sul, Praia Grande e São João do Sul, o partido já conta com executivas formalizadas, com a legenda apta a disputar a eleição municipal deste ano. Já em Balneário Gaivota, Balneário Arroio do Silva, Jacinto Machado, Passo de Torres e Maracajá, o Republicanos está cumprindo os últimos trâmites para sua organização, com vistas ao pleito de 2024. Em Timbé do Sul, Ermo, Morro Grande e Meleiro, o partido ainda aguarda a disposição de simpatizantes para que possa ser formado.

Em princípio, o Republicanos acredita que manterá a filiação do prefeito de Balneário Arroio do Silva, Evandro Scaini, como também do vice-prefeito de Maracajá, Volnei Rocha, para a disputa deste ano. Pelo menos no que diz respeito a Scaini, o cenário não aponta sua permanência no partido, e o mais provável é que ele ingresse no União Brasil objetivando sua reeleição.

Publicidade

Ainda que esteja bem capilarizado em nossa região, o Republicanos ainda não começou a discutir mais profundamente o lançamento de candidaturas majoritárias nos municípios do Extremo Sul. Com exceção de Arroio do Silva e Maracajá, onde a legenda apostas suas fichas, respectivamente, nos nomes Evandro Scaini e Volnei Rocha, o único município onde as tratativas para Outubro deste ano estão mais adiantadas é Sombrio. No município, o Republicanos selou acordo com o PSD, e as duas legendas estão trabalhando em consonância. Em um primeiro momento, a intenção é a do lançamento de uma terceira via política, como uma alternativa as tradicionais candidaturas bancadas pelo MDB e pelo Progressistas. O mais provável, no entanto, é que Republicanos, PSD e Progressistas componham um único grupo político.

Já em relação ao ex-governador Carlos Moisés da Silva, cujo nome é especulado para disputar a Prefeitura de Tubarão, o mais provável é que ele dedique 2024 apenas a trabalhar pelo fortalecimento de seu partido em nível estadual. O fato é que Carlos Moisés é muito identificado com o grupo político do ex-prefeito de Tubarão, Joares Ponticelli (PP), que chegou a ser preso no ano passado, acusado de participar de um esquema de corrupção no recolhimento e destinação do lixo de seu município. Por óbvio, Carlos Moisés não quer entrar em uma furada, justamente porque, neste momento, a oposição ao grupo de Joares Ponticelli é a que está mais fortalecida junto aos eleitores tubaronenses. Por conta das circunstâncias, o ex-governador, então, tende a se manter afastado das urnas na eleição deste ano.

Finais

  • MDB de Passo de Torres tem encontrado dificuldades em conciliar os interesses das alas do partido, que almejam indicar o candidato a prefeito da legenda no pleito eleitoral deste ano. Os vereadores Renan Baltazar (MDB) e Emerson Cardoso, o Fom (MDB) postulam a indicação, e, em princípio, um não abre mão da candidatura ao executivo para o outro. O ex-prefeito Jonas Souza (MDB) também é lembrado para a disputa, e pode acabar de tornando a solução para por um fim a disputa interna no MDB. Atual Coordenador Regional do MDB, e também assessor do deputado estadual Tiago Zilli (MDB), Jonas tem a vantagem de já ter administrado a Prefeitura de Passo de Torres, o que facilita a unidade emedebista, assim como a conquista de apoio de outros partidos.
  • PDR, partido que é fruto da fusão do histórico PTB e do Patriotas, nutre a expectativa de conquistar a filiação de dois vereadores em Balneário Gaivota, no mês que vem, durante janela de transferência partidária. Em 2020, o PTB não lançou candidatos a vereador no município, e apoiou a candidatura de Felipe Santos, que foi eleito pelo PSDB. Para este ano, o PDR gaivotense, que é maciçamente composto por ex-integrantes do PTB, almeja abonar as fichas de filiação dos vereadores Paulo Roberto da Silva, o Paulinho, atualmente filiado no Progressistas, e também de Anderson dos Santos, o Nando, atualmente filiado ao PSD. Em princípio, o projeto do novo partido é reeleger os dois atuais vereadores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui